Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Oito detidos em megaoperação por fraudes à Segurança Social

Estado lesado em mais de 15 milhões de euros. Há ainda 20 arguidos.
28 de Novembro de 2016 às 11:19
A carregar o vídeo ...
Megaoperação da PJ por fraudes à Segurança Social
As buscas realizadas esta segunda-feira pela Polícia Judiciária para desmantelar um grupo que já terá lesado o Estado em mais de 15 milhões de euros levaram à detenção de oito pessoas e à constituição de cerca de 20 outros arguidos.

Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) especifica que os detidos são dois advogados, três técnicos oficiais de contas, dois empresários e um empregado de escritório.

Um dos advogados detidos é Fernando Costa Salgado, de Famalicão, que já foi diretor da delegação de Braga do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social.

Em julho de 2011, Fernando Costa Salgado foi condenado a quatro anos de prisão pelo Tribunal de Famalicão, que deu como provado que o arguido, no exercício daquelas funções, se apoderou de 187 mil euros destinados ao pagamento de uma dívida ao Estado.

O outro advogado detido é irmão de Fernando Costa Salgado.

Na operação desenvolvida pela PJ, com o nome "Trapos Soltos", estão em causa crimes de associação criminosa, fraude fiscal qualificada, burla tributária à Segurança Social, burla qualificada, insolvência dolosa, corrupção e branqueamento de capitais.

Até ao momento, a investigação já apurou prejuízos para o Estado, em sede de IVA, IRC e contribuições para a Segurança Social, estimados em mais de 15 milhões de euros.

Os cerca de 20 arguidos constituídos são pessoas singulares e coletivas.

A investigação, a cargo da Polícia Judiciária de Braga, durava há cerca de ano e meio, e contou com a intervenção do Gabinete de Recuperação de Ativos na Diretoria do Norte, em equipa mista com a Direção de Finanças de Braga.

Hoje, foram realizadas cerca de 100 buscas domiciliárias e não domiciliárias e cumpridos oito mandados de detenção, em várias regiões do continente e ilhas, envolvendo elementos da PJ das diretorias do Norte e do Centro e dos departamentos do Funchal, Leiria e Vila Real, bem como da Autoridade Tributária e Aduaneira de Braga.

Os detidos, sete homens e uma mulher, vão ser apresentados às autoridades judiciárias competentes, para aplicação das respetivas medidas de coação.
Polícia Judiciária de Braga Segurança Social Fernando Salgado fraude
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)