Memorial nasce junto à fonte que salvou vidas em Nodeirinho

Por detrás das pedras, estará uma placa com o nome das 11 pessoas da aldeia que morreram no fogo.
14.06.18
Duas grandes pedras de xisto erguem-se em frente da fonte da aldeia de Nodeirinho, em Pedrógão Grande, que salvou várias pessoas há um ano, num memorial e "monumento à vida" criado pelo pintor local João Viola.

Duas grandes pedras de xisto, uma maior que outra, erguem-se à frente da fonte da pequena aldeia, assentes numa fundação que esconde restos de casas que arderam. No meio das duas pedras, surgem outras duas mais pequenas, uma negra e outra branca, a simbolizar a ligação à terra e ao céu, respetivamente, explica à agência Lusa João Carvalho, artista do Nodeirinho, mais conhecido por João Viola.

Ao lado de uma das pedras, vai ser colocada uma asa, e, na parte da frente do memorial, uma frase bíblica que ecoa na cabeça de João Viola desde que viu tudo destruído: "Eis que faço novas todas as coisas".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!