Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Menina de 12 anos abandonada pela mãe foi abusada pelo avô

Reformado, de 61 anos, foi denunciado pelo neto mais velho, a quem a vítima contou tudo.
Fátima Vilaça e Ana Isabel Fonseca 28 de Agosto de 2019 às 01:30
Rapariga
Rapariga
Rapariga
Rapariga
Rapariga
Rapariga
A menina foi, juntamente com os dois irmãos, abandonada pela mãe. Ficou, desde então, entregue aos cuidados dos avós paternos, residentes em Vila Nova de Famalicão.

Os abusos começaram precisamente nessa altura e duraram cerca de dois anos. A menor, esta quarta-feira com 12 anos, era alvo de repetidos atos sexuais por parte do avô. Recentemente, a vítima confessou tudo ao irmão mais velho, que denunciou o familiar. O reformado, de 61 anos, foi agora detido pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto.


O homem foi esta terça-feira presente a um juiz de instrução criminal e saiu em liberdade. Ficou, no entanto, proibido de contactar a vítima e não pode, por isso, regressar para a casa onde vivia com a mulher e os três netos. A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens foi também já alertada para este caso e, ao que o CM apurou, deverá agora abrir um novo processo relativo à guarda dos três irmãos. O pai está já também a acompanhar toda esta situação de perto.

Em comunicado, a Polícia Judiciária do Porto adianta que os crimes começaram mais concretamente em setembro de 2017 e terminaram em junho deste ano. A intervenção do irmão mais velho - que terá cerca de 15 anos - foi fundamental. Só nesse momento é que as autoridades tiveram conhecimento dos abusos sexuais de que a menor era vítima.

O reformado - que se encontra indiciado por um crime de abuso sexual de crianças - aproveitaria os momentos a sós com a neta para atacar.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)