Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Menino abusado por vizinho

Um jovem de 25 anos é suspeito de abuso sexual de um menino de sete anos, depois de o ter atraído ao seu quarto, com o argumento de que iriam jogar playstation. A PJ de Leiria está a investigar o caso registado nas férias da Páscoa na Serra dos Mangues, São Martinho do Porto.
2 de Abril de 2008 às 00:30
O caso de abuso sexual do menor aconteceu em Serra dos Mangues
O caso de abuso sexual do menor aconteceu em Serra dos Mangues FOTO: Carlos Barroso

A família do menor, residente em Leiria, denunciou o crime à GNR, que identificou o suspeito – um trabalhador de uma unidade industrial da Serra dos Mangues, morador num quarto anexo ao estabelecimento cedido pela patroa. A proprietária disse ontem ao CM que, se se confirmarem as acusações, 'manda-o logo embora'.

'Não vi, nem sei de nada, mas a GNR e a PJ chamaram a minha filha para prestar declarações. Por isso, fomos falar com ele, que nega ter feito alguma coisa ao menino. Agora estamos preocupados e com um certo receio', adiantou a proprietária da empresa.

A criança estava a passar as férias da Páscoa em casa dos avós e aceitou o convite do suspeito para irem jogar playstation. O jogo acabou quando o jovem quis violá-lo, mas não chegouaconsumaro acto. Isto mesmo revelaram os exames periciais a que a vítima foi submetida, segundo revelou uma fonte ligada ao processo.

A queixa apresentada na GNR de SãoMartinho do Porto pelos familiares do menino transitou para a PJ de Leiria, que está a desenvolver investigações. A sua mãe escusou-se ontem a avançar pormenores sobre o sucedido, reservando um comentário para quando a PJ concluir o inquérito e o entregar no Ministério Público. No entanto, manifestou a intenção de não deixar cair o caso no esquecimento.

As autoridades policiais, além da queixa relativa à Serra dos Mangues, estão também a investigar se há outras crianças vítimas do indivíduo ou se é reincidente em situações de abuso sexual de menores. Enquanto decorrem as diligências policiais, o suspeito encontra-se em liberdade.

'Apesar de ter 25 anos, comporta-se como uma criança e sofre de algumas perturbações mentais que o levaram a estar internado num centro de educação especial e recuperação infantil de Alcobaça', explicou a patroa do jovem, adiantando: 'Mas até agora tem sido uma pessoa trabalhadora, pontual e educada'.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)