Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Menino de 7 anos vê avó a ser esmagada

A cada vez que o pequeno ‘Diogo’ fecha os olhos, a imagem da avó Gracinda Araújo, de 58 anos, a ser atropelada pelo ex-namorado da mãe surge-lhe na cabeça. O menino de sete anos ficou em choque, fechou-se em casa e, desde anteontem, recusa-se a falar.
27 de Agosto de 2009 às 00:30
Familiares estão desolados com a morte trágica da mulher de 58 anos. Neto não fala desde anteontem
Familiares estão desolados com a morte trágica da mulher de 58 anos. Neto não fala desde anteontem FOTO: Sónia Caldas

‘Diogo’ passou o dia com a avó, na sua casa em Agrela, Santo Tirso. Ao final da tarde Gracinda pegou no neto e, como combinado, foi entregá-lo à mãe, Manuela, junto ao seu local de trabalho, em Paços de Ferreira. Só que Gracinda já tinha também combinado encontrar-se com o ex-namorado da filha a alguns metros dali – o homem, de 38 anos, ameaçava Manuela há vários meses por querer que esta voltasse para ele a todo o custo, e Gracinda queria ajudar a resolver o assunto.

Decidida, pegou num pau e esperou pelo homem, enquanto a filha Manuela e o neto aguardaram por si alguns metros à frente. O que se seguiu depois foi muito rápido: ao ver Gracinda no meio da rua, o homem acelerou o seu automóvel e esmagou-a entre dois carros.

"Quando ele a viu não hesitou, acelerou e bateu violentamente contra ela. Fez aquilo já com toda a intenção de a matar. Ela ficou bastante maltratada, perdeu muito sangue", contou ao CM José Silva, um vizinho de Gracinda que foi testemunha do crime.

A mulher, de 58 anos, não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer diante do neto e da filha. A tragédia abalou por completo a família.

"Ouvi as ambulâncias, mas nunca pensei que fossem para a minha irmã. Isto não se faz a ninguém, foi uma crueldade", disse ao CM Maria do Céu, irmã de Gracinda.

Desde muito cedo que a vida de Gracinda ficou marcada pela tragédia. Há 30 anos, durante uma discussão, matou um vizinho. Cumpriu pena de prisão durante 15 anos e tentava ultimamente recuperar todo o tempo que perdeu com a filha. "É muito doloroso para a filha. Viveu tanto tempo sem a mãe e agora perdeu-a de novo. Desta vez para sempre", lamenta José.

PORMENORES

EX-NAMORADO

O homicida, residente em Felgueiras, é casado e tem três filhos. Anteontem foi detido pela PJ e está indiciado por homicídio.

TRABALHO

O detido e Manuela, que está divorciada, conheceram-se no local onde ambos trabalham.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)