Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Menino precisa de medula

A vida do pequeno Fábio André Ferreira Magalhães transformou-se num autêntico contra-relógio para encontrar uma medula óssea compatível de modo a vencer uma doença que é mortal.
30 de Agosto de 2007 às 00:00
Com 11 anos, esta criança padece de Leucemia Linfoblástica T e os seus familiares procuram desesperadamente um dador compatível.
Para aumentar as possibilidades do menino será feita uma segunda recolha de sangue (a primeira foi em Abril), no próximo sábado, entre as 09h00 e as 17h00, nas instalações dos Bombeiros Voluntários da Cruz Branca, em Vila Real.
A esta atitude de solidariedade não é alheio o facto de Fábio André, residente em Vila Marim, ser “caixa” na fanfarra dos bombeiros. A mãe, Cristina Ferreira, 36 anos, é a voz da angústia desta família, mas também da esperança: “Este ano tem sido difícil para mim e para o meu filho. Sinto que travamos uma corrida contra o tempo, mas muitas vezes, quando fico sem força e choro, é ele quem me dá coragem.”
Fábio está inscrito na Base de Dados Nacional e Internacional de Dadores de Medula Óssea. De acordo com a mãe, “ há dois cordões umbilicais compatíveis, um em França e outro em Espanha”, mas esta opção não dá garantias absolutas, uma vez que, segundo explica, “cada cordão dá para uma criança até 30 quilos, e ele pesa 50”.
A responsabilidade da recolha é do Centro de Histocompatibilidade do Norte e são esperados mais dadores do que na primeira recolha, à qual compareceram cerca de 650 pessoas.
Ver comentários