Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Metro em greve no dia da corrida dos aviões

Condutores dizem que são precisos mais operacionais nos dias dos grandes eventos na cidade.
Nelson Rodrigues 22 de Agosto de 2017 às 09:48
Red Bull Air Race
Red Bull Air Race
Red Bull Air Race
Red Bull Air Race
Red Bull Air Race
Red Bull Air Race
Red Bull Air Race
Red Bull Air Race
Red Bull Air Race
Os condutores das composições do metro do Porto vão realizar uma greve no primeiro fim de semana de setembro (dia 2 e 3) - altura em que decorre na cidade a prova Red Bull Air Race no rio Douro, entre as pontes da Arrábida e D. Luís I.

Os funcionários reivindicam mais efetivos para assegurar a operação da empresa por todo o Grande Porto. A greve deve iniciar-se por volta das 12h00 do dia 1 de setembro (sexta-feira) e decorrerá até às 12h00 do dia 4 (segunda-feira).

De acordo com Rui Pedro Pinto, dirigente sindical, os 207 operadores de condução da empresa Prometro (responsável pela condução das composições) são insuficientes para garantir os serviços, principalmente nas operações especiais que a Metro promove durante os grandes eventos da cidade, como é o caso do campeonato de aviões Red Bull - e que volta às cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia após uma ausência de dez anos.

"Queremos ver salvaguardadas algumas condições de trabalho. Seriam necessários mais 20 ou 30 agentes", refere o dirigente, que garante que os funcionários se queixam de falhas no ar condicionado das composições. Os condutores querem ainda que lhes seja atribuída a categoria profissional de maquinista.

Rui Pedro Pinto diz que foi pedida à Metro do Porto e à Prometro uma reunião "tripartida" para debater todas as questões que revoltam os funcionários. Essa reunião poderá ocorrer já na próxima sexta-feira.
Ver comentários