Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Mexia questiona interesse de alternativa à linha do Tua

O presidente da EDP, António Mexia, questionou esta terça-feira o interesse de uma alternativa ferroviária à linha do Tua considerando que a construção da barragem da Foz do Tua vai mudar o enquandramento paisagístico, fazendo com que a ferrovia perca o seu principal atractivo.
17 de Fevereiro de 2009 às 15:52
Mexia questiona interesse de alternativa à linha do Tua
Mexia questiona interesse de alternativa à linha do Tua FOTO: Estela Silva/Lusa

A discussão pública do Estudo de Impacte Ambiental da barragem de Foz Tua termina quarta-feira, em causa está a construção da barragem e a manutenção da linha do Tua, que perderá os últimos quilómetros independentemente da cota que vier a ser aprovada para o empreendimento hidroeléctrico.

Os últimos quilómetros da linha do Tua são os que mais atraem os milhares de turistas que procuram esta linha, pela singularidade da paisagem.

A EDP, concessionária da barragem, ainda não avançou com uma alternativa e o presidente da empresa, António Mexia, disse hoje que não vai fazê-lo sem antes analisar os resultados da consulta pública e da auscultação que está a fazer no terreno a autoridades e população local.

Ainda assim, o presidente da EDP questiona o interesse em construir uma ferrovia alternativa à que ficar submersa. "O que esta ferrovia tem é a vista (paisagem), se puserem uma ferrovia num sítio sem vista não sei qual seria o interesse dessa ferrovia", declarou.

Independentemente da solução a ser adoptada, o presidente da EDP considerou que a questão mais importante "é que as pessoas tenham as condições de transporte".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)