Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Milhares de peixes mortos no Pego do Altar

Milhares de peixes têm aparecido mortos nas margens de um dos braços da Barragem do Pego do Altar, no concelho de Alcácer do Sal. Elementos do Serviço de Protecção da Natureza da GNR (SEPNA) estiveram ontem nas margens afectadas, a fim de observar o fenómeno que preocupa quem usufrui daquelas águas
18 de Junho de 2007 às 00:00
Cheiro dos peixes mortos acumulados nas margens é nauseabundo
Cheiro dos peixes mortos acumulados nas margens é nauseabundo FOTO: Pedro Galego
“É prematuro fazer qualquer tipo de avaliação, visto que decorre o expediente. O SEPNA investiga e encaminhará para as autoridades competentes”, disse ao CM o major Tavares Belo, da GNR de Setúbal.
A mesma fonte assegura que as causas das mortes são desconhecidas e que será aberto um inquérito a fim de as averiguar nos próximos dias.
A denúncia da possível ameaça ambiental surgiu de alguns pescadores da região de Montemor-o-Novo que durante o fim-de-semana exerciam a actividade no Pego do Altar. As diligências das autoridades começaram no final da tarde de sábado.
No local mais afectado, que fica nas imediações do Monte da Casa Branca, o cheiro é nauseabundo. Carpas, achigãs e chanchitos são algumas das espécies que têm afluído às margens da albufeira. Outras espécies que podem começar a ficar afectadas são as aves que se alimentam destes peixes. Há também relatos de cegonhas em estado debilitado perto das águas onde se estão a acumular os peixes.
“Há alguns dias que vejo cada vez mais peixe morto. Há pessoas que dizem ter começado a ver isto há mais de uma semana. Não sei o que se passa, mas isto pode ser um desastre”, afirmou Carlos Sequeira, caseiro do Monte da Casa Branca.
Esta barragem estende-se por três concelhos (Alcácer do Sal, Montemor e Viana do Alentejo) e tem como principal funcionalidade a rega, mas é também um importante ponto no aproveitamento hidroeléctrico na bacia do rio Sado. É ainda bastante utilizada para desportos náuticos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)