Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Milionário anuncia morte de madrasta por SMS

Bernardo da Costa Gomes avisou a irmã que ia matar Alena Kralko.
Magali Pinto 26 de Abril de 2017 às 01:30
Bernardo da Costa Gomes, de 26 anos, aproveitou a saída do pai para atacar a madrasta em casa
Milionário foi presente a tribunal e ficou sujeito a prisão preventiva
Tribunal de Cascais
Alena Kralko, ex-modelo bielorrussa
Bernardo da Costa Gomes, de 26 anos, aproveitou a saída do pai para atacar a madrasta em casa
Milionário foi presente a tribunal e ficou sujeito a prisão preventiva
Tribunal de Cascais
Alena Kralko, ex-modelo bielorrussa
Bernardo da Costa Gomes, de 26 anos, aproveitou a saída do pai para atacar a madrasta em casa
Milionário foi presente a tribunal e ficou sujeito a prisão preventiva
Tribunal de Cascais
Alena Kralko, ex-modelo bielorrussa
O jovem milionário de 26 anos que tentou matar a madrasta à facada na Quinta da Bicuda, em Cascais, avisou a irmã, através de uma mensagem escrita, que ia cometer o crime.

A mensagem foi encontrada no telemóvel de Bernardo da Costa Gomes pelos agentes da PSP que foram ao local e que se aperceberam de que o jovem se preparava para escapar por uma janela lateral.

Bernardo, que é doente bipolar, mantinha uma relação conflituosa com a madrasta, Alena Kralko. No domingo à noite aproveitou a ausência do pai, que foi comprar o jantar, para atacar a mulher de 37 anos. Alena foi encontrada com uma corda ao pescoço e com vários golpes de faca no pescoço, nas costas e nos braços. À hora de fecho desta edição, a mulher mantinha-se internada no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, a recuperar das lesões graves. Alena já falou com os inspetores da PJ que estão agora com a investigação do caso.

Bernardo foi levado para o estabelecimento prisional de Caxias. Licenciado e com mestrado em Gestão Hoteleira, Bernardo da Costa Gomes já trabalhou como supervisor no hotel Marriott em Lisboa. O pai é um conhecido empresário no ramo da restauração.

Aos agentes da PSP, Bernardo pouco disse sobre o que aconteceu e o que o levou a atacar a madrasta, apenas disse que não gostava dela. Na segunda-feira foi levado a um juiz de instrução criminal do Tribunal de Cascais e ficou sujeito a prisão preventiva. Vai aguardar pelo início do julgamento na cadeia.
Bernardo da Costa Gomes Alena Kralko crime facadas faca milionário cascais madrasta
Ver comentários