Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

MILITAR ATINGIDO COM CADEIRA

Um homem com cerca de 40 anos, proprietário de um restaurante, em Quarteira, foi detido na madrugada de domingo, naquela cidade, por ter agredido com uma cadeira um militar da Guarda Nacional Republicana.
15 de Julho de 2003 às 00:00
MILITAR ATINGIDO COM CADEIRA
MILITAR ATINGIDO COM CADEIRA FOTO: cm
A agressão ocorreu cerca das 02h40, na sequência de um pedido de ajuda feito por telefone por uma mulher de nacionalidade brasileira, com cerca de 40 anos, companheira do agressor.
Segundo apurámos, a mulher solicitou a intervenção das autoridades por alegadamente estar a ser vítima de actos de violência perpetrados pelo companheiro.
Depois de alertada para a ocorrência, uma patrulha da GNR deslocou-se ao restaurante, onde se encontrava o casal acompanhado por um filho de 16 anos. Numa tentativa de acalmar os ânimos, os elementos da patrulha abordaram o indivíduo, que apresentava indícios de embriaguês e um comportamento alterado, o qual reagiu de forma violenta: “O homem avançou alguns passos e pegou numa cadeira que atirou na direcção dos guardas, tendo atingido um deles”, revelou ao CM fonte policial.
De acordo com a mesma fonte, apesar da agressão, o militar atingido não foi sujeito a observação médica. Detido pela patrulha, o homem foi conduzido ao posto de Quarteira e presente ontem ao tribunal de Loulé , tendo saído em liberdade sob termo de identidade e residência.
Segundo apurámos, para além da mulher, que terá sido espancada à bofetada, o indivíduo infligiu ainda agressões ao filho que se encontrava no local.
MULHERES PEDEM APOIO
A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) desenvolveu, em 2002, um total de 6281 processos de apoio, 90,3 por cento dos quais referentes a violência doméstica. De acordo com os dados estatísticos da associação, 87,8 por cento das vítimas seguidas durante o referido período, no âmbito dos 12 gabinetes da APAV, são dos sexo feminino, das quais 33,4 por cento com idades compreendidas entre os 26 e os 45 anos. Destas, 51,6 por cento são casadas, enquanto 53,5 por cento oriundas de família nuclear, 37,1 por cento são empregadas e 36,2 por cento auferem de rendimentos de trabalho.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)