Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Militar da GNR baleado por fugitivo já teve alta

Guarda foi atingido por uma bala na cervical.
15 de Outubro de 2016 às 19:26
GNR, Pedro Dias, ferimentos, bala, militar, Aguiar da Beira, hospital São Teotónio, Viseu
Local da EN229 onde o assaltante abandonou o carro da patrulha da GNR e depois intercetou o casal de Trancoso que viajava com destino a Coimbra
GNR, Pedro Dias, ferimentos, bala, militar, Aguiar da Beira, hospital São Teotónio, Viseu
Local da EN229 onde o assaltante abandonou o carro da patrulha da GNR e depois intercetou o casal de Trancoso que viajava com destino a Coimbra
GNR, Pedro Dias, ferimentos, bala, militar, Aguiar da Beira, hospital São Teotónio, Viseu
Local da EN229 onde o assaltante abandonou o carro da patrulha da GNR e depois intercetou o casal de Trancoso que viajava com destino a Coimbra
O militar da GNR que foi baleado por Pedro Dias, o homicida de Aguiar da Beira, já teve alta hospitalar.

De acordo com a fonte do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, a alta foi dada ainda na sexta-feira.

O guarda, de 41 anos, estava internado desde terça-feira no hospital São Teotónio, em Viseu, com ferimentos na cervical.

No mesmo dia foram assassinados um militar da GNR e um civil, ficando ainda ferida uma mulher que continua internada no Centro Hospitalar Tondela-Viseu.

A mulher sofreu um traumatismo cranioencefálico grave, "mantém-se em estado crítico e com um prognóstico muito reservado".
GNR Pedro Dias ferimentos bala militar Aguiar da Beira hospital São Teotónio Viseu
Ver comentários