Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Militar da GNR falsifica auto de notícia para omitir agressões a imigrantes em Odemira

GNR foi acionada para desacatos num restaurante, mas não encontrou ninguém. Dirigiram-se até uma casa e acabaram a agredir um cidadão.
Correio da Manhã 22 de Dezembro de 2021 às 09:26
Toda a história das agressões a imigrantes por parte de militares da GNR de Odemira
Toda a história das agressões a imigrantes por parte de militares da GNR de Odemira
Um dos militares da GNR envolvido nas agressões a imigrantes em Odemira terá falsificado o auto de notícia referente a desacatos e agressões com cidadãos migrantes.

De acordo com o jornal Público, o militar da GNR, João Lopes, escreve que as autoridades foram chamadas para desacatos num restaurante e que se deslocaram à casa dos cidadãos para os identificarem. O militar inventa também um auto de inquirição à mulher que lhes abriu a porta e refere que encontraram um imigrante com lesões.

No entanto, e segundo o mesmo jornal, e após terem chegado ao local encontraram o imigrante deitado na cama. O que se seguiu foram várias agressões e episódios de tortura, provocadas por um bastão extensível, murros e pontapés.

O caso vai a julgamento.
GNR Odemira questões sociais crime lei e justiça imigrantes agressões auto de notícia
Ver comentários