Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Militar mata-se com disparo acidental

Um militar da Guarda Nacional Republicana (GNR) morreu no domingo à noite no posto de Monchique, no Algarve, na sequência de um disparo acidental com a arma de serviço, disse à Lusa fonte daquela força.
30 de Maio de 2011 às 12:58
Militar, de 27 anos, pertencia ao efectivo da GNR daquele posto algarvio, onde prestava serviço desde 2009
Militar, de 27 anos, pertencia ao efectivo da GNR daquele posto algarvio, onde prestava serviço desde 2009 FOTO: Arquivo CM

De acordo com o tenente-coronel Luís Sequeira, o acidente ocorreu cerca das 23h55 de domingo, quando o militar, que se preparava para entrar ao serviço, "manuseava a arma de fogo, e esta se disparou acidentalmente". 

Segundo a mesma fonte, o militar encontrava-se no interior do posto acompanhado por outros elementos da GNR, onde chegou a ser assistido por uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).  

Fonte do INEM disse à Lusa que chegou a ser accionado um helicóptero, mas apesar dos esforços da equipa médica, a vítima acabou por falecer no local "com um ferimento na cabeça, aparentemente provocado por arma de fogo". 

O militar, de 27 anos, pertencia ao efectivo da GNR daquele posto algarvio, onde prestava serviço desde 2009.  

O tenente-coronel Luís Sequeira acrescentou que foi aberto um inquérito pela GNR para apurar as causas do acidente.  

gnr suicídio monchique algarve arma disparo acidental
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)