Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Ministério chama engenheiro

A Inspecção Geral das Obras Públicas (IGOP) notificou ontem Calisto da Silva, o engenheiro responsável pelas denúncias de alegadas irregularidades na construção do Metro Sul do Tejo (MST), para prestar esclarecimentos sobre o assunto durante a próxima semana.
28 de Fevereiro de 2006 às 00:00
Depois de a denúncia ter motivado a abertura de um inquérito pelo Ministério Público de Almada, é agora a vez de o Ministério das Obras Públicas, que tutela a IGOP, dar seguimento às queixas. Em comunicado, a administração do MST justificou a sua posição face às denúncias, abrindo portas a uma eventual acção judicial.
Ao CM, o técnico diz tratar-se de “escrita tendenciosa a querer mascarar as alterações ao projecto com justificações da competência e reputação das empresas envolvidas”. “É uma manobra de coacção como outras já realizadas.” O engenheiro afirma ter sido ameaçado “numa reunião com a administração do Metro e da Teixeira Duarte com a típica frase quem vai à guerra dá e leva”, quando queria divulgar as alterações à Ordem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)