Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Ministério Público decide libertação de ossadas

Os exames às ossadas de Fernando Lopes da Costa, morto à paulada em Leiria, em 2005, estão concluídos e a entrega dos restos mortais à família da vítima só depende da autorização do Ministério Público (MP), apurou ontem o CM.

9 de Fevereiro de 2011 às 00:30
Nuno Coelho confessou homicídio
Nuno Coelho confessou homicídio FOTO: Rui Miguel Pedrosa

Segundo fonte do Instituto Nacional de Medicina Legal (INML), as perícias forenses permitiram "retirar algumas conclusões sobre as causas da morte".

Terminados os exames, cabe agora ao MP autorizar a libertação das ossadas, para que a família possa organizar o funeral.

Fernando Costa foi morto em Agosto de 2005 e enterrado num pinhal do concelho de Alcobaça. Nuno Coelho telefonou da Suíça a confessar o homicídio, cinco anos depois, e explicou à PJ que cometeu o crime depois de encontrar a vítima na cama com a sua mulher.

Ver comentários