Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Ministério Público quer Diogo Gaspar em tribunal

Segundo o MP, o antigo diretor utilizou a sua posição e funções no Museu da Presidência para obter vantagens indevidas.
17 de Maio de 2019 às 09:10
Diogo Gaspar estava à frente do museu da Presidência da República desde 2004
Diogo Gaspar
Museu da Presidência
Diogo Gaspar estava à frente do museu da Presidência da República desde 2004
Diogo Gaspar
Museu da Presidência
Diogo Gaspar estava à frente do museu da Presidência da República desde 2004
Diogo Gaspar
Museu da Presidência
O Ministério Público pediu esta quinta-feira o julgamento do antigo diretor do Museu da Presidência da República, Diogo Gaspar, por abuso de poder, participação económica em negócio, falsificação de documento, peculato, tráfico de influência e branqueamento de capitais.

Nas suas alegações no debate instrutório da Operação Cavaleiro, Raul Soares da Veiga, advogado do arguido [no total há quatro arguidos] acusou o Ministério Público de declarações homofóbicas tendo como fundamento a avaliação das escutas presentes no processo.

Segundo o Ministério Público, Diogo Gaspar – acusado de 42 crimes – utilizou a sua posição e funções no Museu da Presidência para obter vantagens indevidas.

A decisão instrutória será conhecida em junho.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)