Ministério Público recorre de absolvição de Rendeiro

Ex-presidente do BPP foi novamente absolvido este mês pelo Tribunal Central Criminal de Lisboa.
30.05.17
O Ministério Público vai recorrer do acórdão do Tribunal Central Criminal de Lisboa que, em 5 de maio, absolveu novamente o ex-presidente do Banco Privado Português do crime de burla qualificada, assegurou esta terça-feira à Lusa fonte do MP.

João Rendeiro foi inicialmente absolvido, em junho de 2015, mas, em sede de recurso, o Tribunal da Relação de Lisboa ordenou, em dezembro, que os autos baixassem à 1ª. instância para inquirição do antigo presidente do BCP Jardim Gonçalves, cuja audição, pedida por um assistente do processo, tinha sido recusada.

Conforme o próprio João Rendeiro refere no seu blogue, Jardim Gonçalves foi ouvido como testemunha em abril passado, tendo dito que o ex-presidente do Banco Privado português (BPP) nunca lhe sugeriu ou sondou sobre a compra do BPP pelo BCP, nem nunca lhe sugeriu um lugar na administração.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De Yrtoku30.05.17
    Tudo bons rapazes... o mexilhão é que paga tudo...
1 Comentário
  • De Yrtoku30.05.17
    Tudo bons rapazes... o mexilhão é que paga tudo...
    Responder
     
     0
    !