Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Ministro da Saúde diz que é preciso perceber "com rigor" problemas que afetam maternidades

Manuel Pizarro disse que Portugal precisa ser "um país seguro para as grávidas e para os filhos".
Lusa 23 de Setembro de 2022 às 15:26
Obstetrícia
Obstetrícia FOTO: CMTV
O ministro da Saúde, Manuel Pizarro, afirmou esta sexta-feira que é preciso perceber "com rigor" os problemas que afetam maternidades e as medidas a tomar para garantir que Portugal continue a ser "um país seguro" para as grávidas e seus filhos.

"A primeira mensagem que temos que dar nesta matéria é que Portugal é um país seguro para as grávidas e para os filhos dessas grávidas. É um país com belíssimos índices de saúde do ponto de vista de saúde materno infantil", afirmou o ministro Manuel Pizarro, na conferência de imprensa sobre a Direção-Executiva do Serviço Nacional de Saúde em resposta a questões sobre a reorganização das urgências de obstetrícia e ginecologia.

Contudo, reconheceu, "nos últimos meses temos tido problemas com o funcionamento de uma ou outra sala de partos, nalguns dos dias".

Portugal saúde
Ver comentários