Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Mobilidade de militares com o posto de cabo suspensa

Associação Nacional Autónoma da Guarda (ANAG) conseguiu travar a mobilidade de 250 militares.
João Tavares 25 de Agosto de 2019 às 09:50
Militares da GNR
Militares da GNR FOTO: David Martins
O comandante-geral da GNR suspendeu a mobilidade de todos os militares com o posto de cabo, prevista para amanhã.

Isto após a GNR ter sido notificada pelo Tribunal Administrativo de Lisboa da apresentação de uma providência cautelar.

A Associação Nacional Autónoma da Guarda (ANAG) conseguiu assim travar a mobilidade de 250 militares – contra a vontade destes – que haviam sido promovidos mas só agora frequentaram o curso.

"O problema é que o comandante-geral suspendeu todos os casos: os que iam ser mudados por imposição e os que pediram para ser transferidos", adiantou ao CM Pedro Gouveia, presidente da AG da ANAG. "É inaceitável".
GNR trabalho formação profissional
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)