Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

MOEDA TAILANDESA ENGANA

São do mesmo tamanho e a mesma cor e têm sensivelmente o mesmo peso, mas o valor é consideravelmente diferente. À cotação oficial um euro serve para comprar 43 bahts tailandeses, mas, nas máquinas de venda de tabaco, por exemplo, 10 bahts (cerca de 25 cêntimos) passam por dois euros, uma moeda que vale oito vezes mais.
29 de Dezembro de 2002 às 00:00
No Bairro Alto, um proprietário de um bar, numa só noite, encontrou 30 das referidas moedas tailandesas. Confrontadas com o sucedido, as autoridades garantem desconhecer a existência de uma prática generalizada, embora admitam episódios esporádicos. Mas frisam que, em Portugal, o fenómeno é recente.

Também a Europol está atenta a esta utilização indevida, tendo já registado alguns casos por toda a União Europeia. Mais uma vez, contudo, é negada uma prática generalizada.

O crime em causa é o de burla simples, não podendo ser considerado como falsificação. Em primeiro lugar porque as moedas em causa são autênticas, estão em circulação no próprio país, e depois porque, pelo menos em Portugal, dificilmente poderiam ser passadas de mão em mão sem que fossem atempadamente detectadas.

De notar, porém, que o facto de as moedas de euros serem de diferente cunhagem em todos os países da moeda única pode facilmente levar a que alguém mais desatento se possa deixar enganar. Com destaque para as moedas cunhadas em Espanha e na Bélgica que têm, a exemplo do baht tailandês, uma efígie real num dos lados da moeda.

Apesar de percentualmente ser um "negócio compensador" as quantias envolvidas são pequenas, não despertando por isso a atenção das autoridades. Ainda assim, aos lesados cabe o direito de apresentar queixa (neste caso na PSP, dada a moldura penal do crime). Se apanhado, o infractor incorre em pena pela prática do crime de burla simples. Mais do que o tabaco propriamente dito, os burlões tendem a inserir moedas estrangeiras na máquina e a pedir a devolução da quantia, assim recebida em euros.

As máquinas aceitam as referidas moedas porque o sistema de detecção (baseado no tamanho e peso) está aferido com um intervalo de confiança. Quando uma outra moeda está incluída nesse intervalo de confiança a máquina aceita-a e só nova calibragem permitirá corrigir o erro.

Conforme pôde ser comprovado pelo CM, nem todas as máquinas de venda de tabaco aceitam as moedas tailandesas. Os modelos mais sofisticados conseguem “perceber a diferença” e rejeitam-nas. O que serve para fazer as contas e decidir se o investimentro compensa. É que existe pelo menos o já referido episódio ocorrido com o proprietário de um bar no Bairro Alto (30 moedas numa noite).

Contas feitas e o prejuízo terá ficado pelos 60 euros (12 contos). Mais, deve partir-se do princípio de que descoberta a falibilidade da máquina, os burlões tenderão a tentar repetir o esquema.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)