Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Moldavo suspeito de 8 mil crimes caçado na Hungria

Sete anos depois de estar fugido à Justiça, foi detido na Hungria um imigrante moldavo suspeito de ter praticado cerca de oito mil crimes em Portugal.
12 de Setembro de 2009 às 00:30
Homem foi presente ao Tribunal de Cascais na quinta-feira, dia 3
Homem foi presente ao Tribunal de Cascais na quinta-feira, dia 3 FOTO: André Nacho

O fugitivo, suspeito de milhares de crimes de burla, falsificação de documentos e extorsão, em 2002, tinha um mandado de detenção internacional pendente sobre ele. Foi ‘caçado’ na fronteira entre a Roménia e a Hungria. Foi extraditado para Portugal na semana passada e presente ao Tribunal de Cascais, com a Polícia Judiciária, no dia 3.

O homem, ao que o CM apurou, tinha ligações à Embaixada da Moldávia e terá estado envolvido na falsificação de milhares de vistos de permanência em Portugal. Era suspeito de receber grandes quantias de dinheiro pelos actos ilícitos. O processo estava quase a prescrever.

Ver comentários