Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

'MONSTRO' ATRÁS DAS GRADES

A Polícia Judiciária deteve um homem de 42 anos que durante uma década violou e violentou a companheira, os seis filhos e uma enteada, com idades entre os 2 e os 19 anos.
12 de Março de 2003 às 00:00
As acusações de que é alvo o suspeito indignaram os moradores da Urbanização do Castro, um bairro camarário de Baguim do Monte, Gondomar, mais conhecido por ‘Xangai’. O homem, com cadastro por roubo, agressão e violação, era visto com algumas reservas pelos vizinhos que, todavia, não imaginavam o drama que se desenrolava no interior das quatro paredes daquele apartamento.

A companheira era avistada com frequência na companhia de alguns filhos a recolher resíduos junto da estação de tratamento de lixos da Lipor, e do homem, trolha desempregado há vários anos, não se sabe a origem de quaisquer rendimentos, apesar de possuir automóvel.

A denúncia de todas as suas práticas terá partido da filha mais velha, agora com 19 anos, que engravidou. E foi já no Hospital de S. João, no Porto, onde se está a avaliar a interrupção voluntária da gravidez, que a rapariga contou todo o terror a que a sua família foi sujeita diariamente ao longo dos últimos dez anos.

As raparigas, agora com 11, 16 e 19 anos, foram abusadas sexualmente a partir dos sete anos, enquanto os outros, três rapazes de 7, 13 e 15, além de uma bebé de dois anos, foram alvo de continuados maus tratos. As crianças foram já recolhidas por instituições da Segurança Social.

MEDO CALA DESGRAÇA

Aos vizinhos do abusador não passaram despercebidos os recorrentes episódios de violência doméstica naquela habitação do 2.º andar esquerdo. Mesmo agora, só sob juras de anonimato e de avisos que o desmentirão diante de “entidades oficiais”, aceitam admitir que naquele lar existia muita violência. ~

O cadastro do arguido e o seu temperamento agressivo, ainda que nunca canalizado para a vizinhança, faz temer represálias.

O CM pôde testemunhar este clima, pois na altura em que uma dezena de vizinhos nos rodeava, testemunhando a sua indignação pelo caso, que ultrapassou tudo o que poderiam pensar, bastou a chegada de um carro onde vinha o pai e familiares do suspeito para levar à debandada geral.
O único que ficou, lá meteu as mãos aos bolsos e foi dizendo perante o olhar atento dos recém-chegados: “Do José, só posso dizer bem”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)