Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Moradores de Benfica exigem mais lugares de estacionamento

Habitantes contestam a entrada dos parquímetros EMEL na zona.
Edgar Nascimento e Susana Pereira Oliveira 17 de Março de 2019 às 10:09
A carregar o vídeo ...
Habitantes contestam a entrada dos parquímetros EMEL na zona.

Os moradores de Benfica (Lisboa) continuam a protestar e a exigir mais lugares de estacionamento. Em causa está a regulação do estacionamento pela EMEL na zona envolvente da avenida do Colégio Militar e do centro comercial Fonte Nova. Os habitantes voltaram a manifestar-se este sábado.

"Desde que começaram obras em Benfica, em 2014, há cada vez menos estacionamentos", diz Maria João Ramos, responsável pela petição ‘Mais estacionamento em Benfica’, criada no ano passado. A solução apresentada pela junta de freguesia foi a entrada da EMEL na zona, no entanto a moradora refere que "colocar parquímetros não é solução". "A solução é alargar passeios, abrir espaços e criar estacionamentos". Sem lugares, os moradores estacionam em sítios impróprios e "a Polícia Municipal passa multas e faz reboques".

Para perceber a opinião dos moradores, foi realizada, em janeiro, uma "consulta de bairro" informal. De 412 votantes, 318 votaram a favor da entrada da EMEL em algumas ruas de Benfica e 94 contra. As manifestações surgiram e a EMEL procedeu à realização de uma consulta à população que decorreu de 8 de janeiro a 15 de março, da qual ainda não há resultados.

Paula Portugal Mendes, representante do CDS na assembleia de freguesia, explicou que "os moradores não estão contra a colocação de parquímetros", apenas exigem mais lugares e "não é a EMEL que os vai criar".

"Vamos continuar a protestar. Já não acredito muito na junta. Espero que o presidente da Câmara, Fernando Medina, nos dê mais credibilidade", afirmou Maria João Ramos.

DEPOIMENTOS
José Cordeiro - 
Morador
"A polícia vem como se fosse uma caça às lebres"
"Protesto porque não há estacionamentos nem vontade de os arranjar. A polícia vem aqui como se isto fosse uma caça às lebres. Chegam, multam e rebocam os carros. Há hipóteses de alargar ruas e reduzir os passeios."

Zaida Ramos - Moradora
"Temos de pôr o carro em cima de passeios"
"Acho ridícula a entrada da EMEL. Nós vamos pagar e não vamos ter acesso ao estacionamento? Vemos gente de outros lados a estacionar aqui e temos de pôr o nosso carro em cima dos passeios. Isto é ridículo. É preciso uma mão de ferro."

Fernando Tragoso - Morador
"É uma porcaria e uma roubalheira"
"A vinda da EMEL é uma porcaria e uma roubalheira. Só querem roubar dinheiro ao pobre. Estamos sempre sem estacionamento. Quando vamos para estacionar está outra pessoa a ocupar o lugar. Somos obrigados a estacionar mal e somos multados."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)