Morre abraçado à mulher doente

Há vários anos que Fernando Lopes cuidava da mulher, Maria Ferreira, desde que aquela adoecera. Ambos com 63 anos, viviam em Avintes, Gaia, e na fria madrugada de ontem o homem decidiu acender um fogareiro no quarto. O fumo, porém, foi fatal: pela manhã, o filho do casal encontrou Fernando sem vida, na cama. Estava abraçado a Maria, que sobreviveu.
14.02.13
Morre abraçado à mulher doente
Paulo (à dir.) encontrou o pai, Fernando Lopes (em cima), sem vida. Edmundo, irmão da vítima, ficou em choque Foto Eduardo Martins

Horas antes, em Colares, Sintra, um homem de 57 anos morreu, também vítima de intoxicação por monóxido de carbono – depois de se aquecer com uma braseira. A morte de Mário Vicente foi semelhante à de Fernando Lopes. Solteiro, vivia sozinho numa vivenda na rua de São Sebastião, em Colares. Um amigo encontrou-o morto, na banheira da casa de banho, com a braseira em chamas ao lado.

Em Avintes, "não era habitual o Fernando e a Maria dormirem naquele piso, mas, como ela não consegue andar, não subiram. Ele não quis que a mulher passasse frio e aconteceu esta tragédia". Tomado pela emoção, Edmundo Lopes, irmão de Fernando, descreveu ao CM o drama da família. Paulo, o filho do casal, era ontem o rosto da tristeza. Foi o jovem quem, às 06h00, chamou os bombeiros à rua Cândido dos Reis, mas já nada havia a fazer.

"É uma imagem que não me sai da cabeça. Não consigo sequer explicar o que sinto", dizia, lavado em lágrimas, enquanto olhava para o fogareiro que lhe roubou o pai e lhe deixou a mãe em estado grave, no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos.

Fernando é recordado como o grande apoio da sua mulher, que sofre de diabetes. "A minha cunhada é praticamente cega e mal consegue andar. Era o meu irmão que lhe dava os medicamentos todos os dias", explica ao CM Edmundo, sem conseguir aceitar a perda do irmão. n

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
17 Comentários
  • De Vasco15.02.13
    Estes aquecedores caseiros feitos no momento,dão muito nisto,todo o cuidado é pouco Descanse em Paz
    Responder
     
     0
    !
  • De valdemar14.02.13
    Quando uma factura mensal de electricidade é equivalente ao valor duma pensão de reforma, está tudo explicado. Sentimentos á família
    Responder
     
     3
    !
  • De Bom Mão-de Ferro14.02.13
    Quando alguém lhe perguntar o significado de pobreza, dê este exemplo.
    Responder
     
     2
    !
  • De Ana Paula14.02.13
    Ironia do destino :(
    Responder
     
     0
    !
  • De isabel santos14.02.13
    Maria em pleno sec xxi ha quem nao tenha acesso a informacao... isso sim é uma vergonha. Mas ao que se passou aqui: muito frio e pouco dinheiro para pagar aquecimento. Sinceros pesames a familia
    Responder
     
     2
    !