Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Morre em acidente ao ir para casa da filha

Colisão brutal provocou ainda ferimentos a um jovem de 22 anos e a uma mulher de 26.
Patrícia Lima Leitão 26 de Abril de 2017 às 08:27
Automóveis envolvidos no acidente violento ficaram destruídos, na terça-feira de manhã, na Nacional 14, na Maia
Automóveis envolvidos no acidente violento ficaram destruídos, na terça-feira de manhã, na Nacional 14, na Maia
Automóveis envolvidos no acidente violento ficaram destruídos, na terça-feira de manhã, na Nacional 14, na Maia
Automóveis envolvidos no acidente violento ficaram destruídos, na terça-feira de manhã, na Nacional 14, na Maia
Automóveis envolvidos no acidente violento ficaram destruídos, na terça-feira de manhã, na Nacional 14, na Maia
Automóveis envolvidos no acidente violento ficaram destruídos, na terça-feira de manhã, na Nacional 14, na Maia
Júlio Azevedo, de 62 anos, estava a caminho da casa da filha para passar o feriado, no Castêlo da Maia, ontem, quando se deu a violenta colisão entre três carros na EN14, na Maia. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Dois jovens, Tiago Gayo, de 22 anos, e Vanessa Oliveira, de 26, ficaram gravemente feridos.

A vítima mortal seguia sozinha num dos automóveis na altura do acidente, pelas 07h30, e os dois jovens num outro. A colisão ter-se-á dado quando um deles tentou passar para a faixa da esquerda, no sentido norte-sul. Os feridos, residentes em Lavra, Matosinhos, e na Maia, foram socorridos pelos bombeiros e transportados depois para o Hospital de São João, no Porto.

Fonte da família de Júlio Azevedo contou que o homem só costumava conduzir aos feriados e aos fins de semana, para passear. Apesar de já estar reformado, costumava fazer alguns trabalhos na empresa Victor Silva Automóveis, na qual pernoitava muitas noites.

Na sequência do embate, um poste de iluminação foi derrubado e uma das viaturas capotou. "Recolhemos meios de prova para apurar as causas do acidente, mas ao que tudo indica terão havido embates laterais e traseiros entre os três carros", relatou Armindo Russo, do Destacamento de Trânsito da GNR do Porto.

Júlio Azevedo estava separado da mulher e vivia sozinho. Deixa dois filhos, um homem e uma mulher, e netos.
O funeral deverá realizar-se amanhã.
morte acidente filha casa colisão ferimentos jovem mulher Júlio Azevedo maia
Ver comentários