Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Morre em colisão à frente da família

Vítor Gonçalves, de 33 anos, saiu bem cedo de casa em Canidelo, Gaia, juntamente com a mulher e a filha, de sete anos, com destino ao Gerês. Mas cerca de dois quilómetros depois, já na Afurada, uma carrinha de distribuição de jornais colidiu com o seu Renault Megane. Na sequência do choque, o carro acabou por capotar e uma barra de ferro, que separava a estrada do passeio, entrou na viatura e esmagou o peito de Vítor, que teve morte imediata diante da família.
12 de Julho de 2010 às 00:30
Renault Megane no qual Vítor Gonçalves seguia com a esposa e a filha capotou
Renault Megane no qual Vítor Gonçalves seguia com a esposa e a filha capotou FOTO: Diogo Pinto

"Ele vinha ter connosco porque íamos todos dar um passeio. Foi tudo muito rápido, a carrinha bateu e o carro dele voou. Mas o que o matou foi separador, se não fosse isso ele estava vivo", contou ao CM Fátima Saramago, cunhada de Vítor, que assistiu à tragédia.

O acidente aconteceu por volta das 07h45, junto à praça de São Pedro na Afurada. O embate foi tão violento que a vítima nem sequer teve tempo de reagir. No banco de trás a filha e a esposa de Vítor gritaram desesperadas ao ver o homem cheio de sangue. "A sorte foi que a minha irmã vinha no banco de trás com a menina porque senão também ela tinha morrido. Elas ficaram em choque. Ainda fui a correr para o carro, mas quando lá cheguei o meu cunhado já deitava muito sangue", recordou Fátima, visivelmente emocionada.

Segundo a família, a menina, que completa oito anos amanhã, não se terá apercebido que o pai morreu. "Não lhe contámos. Dissemos que ele estava muito mal no hospital e ela ficou muito triste, mas ainda não sabe a verdade", disse a cunhada de Vítor.

A vítima trabalhava há vários anos como marceneiro em Gondomar. "Ele era um homem muito bom, muito trabalhador, não merecia morrer desta forma, por causa daquele ferro", rematou Fátima.

MENINA LUSA MORRE NA GALIZA

Uma menina de sete anos, filha de pai português, morreu anteontem à noite na sequência de um despiste na auto-estrada A52 em San Cibrao das Viñas, perto de Ourense, na Galiza. A criança não levava cinto de segurança. Os outros três ocupantes do veículo, incluindo o pai, que conduzia o carro, levavam o cinto posto e ficaram em estado grave.

O acidente ocorreu na auto-estrada das Rias Baixas em direcção a Vigo. No Citroën ZX seguiam Diamantino Edgar, a esposa, María del Carmen, 38 anos, a filha e o cunhado, Alfonso, de 43 anos, todos residentes em Ourense. O carro derrubou o separador lateral e despenhou-se numa ravina de 20 metros. O teste de alcoolemia feito ao condutor deu positivo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)