Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Morre em despiste contra autocarro

José Augusto Silva, de 39 anos, ia para o trabalho, na empresa Fogões Meireles, em Paredes. Perdeu o controlo da mota e embateu de frente com veículo
28 de Maio de 2013 às 01:00

Costumava ir de carro para o trabalho, na empresa Fogões Meireles, em Paredes, mas quando estava sol levava a sua mota. Ontem foi um desses dias. José Augusto Silva, de 39 anos, foi de carro levar o filho à escola, e depois, para ir trabalhar, pegou na mota. Ainda em Valongo, perdeu o controlo da potente motorizada e embateu de frente com um autocarro. Morreu no local.

O acidente ocorreu pouco antes das 08h30 na avenida Oliveira Zina. José descia a avenida enquanto o autocarro da empresa Resende, que ia para Matosinhos com sete passageiros, subia. Por razões desconhecidas, o motociclista entrou em despiste.

"O condutor do autocarro disse-me que ele já vinha em despiste, mas que vinha devagar. O motorista ainda se tentou desviar, mas o corpo bateu mesmo na esquina do autocarro. A mota foi projetada até à paragem. Os bombeiros estiveram meia hora a tentar reanimá-lo", contou ao CM Bruno Pinto, testemunha.

A vítima não resistiu aos ferimentos. O corpo foi removido para o Instituto de Medicina Legal, e só por volta das 11h00 é que a família desconfiou que algo acontecera. A mulher e a sogra de José foram ao local, depois de ouvirem vizinhos, em Valongo, a comentarem o acidente. A confirmação chegou a essa hora pela PSP. Ambas tiveram de ser assistidas pelos bombeiros.

O homem era funcionário do departamento de compras e filho de um dos sócios da empresa, onde também trabalhava com a irmã. Era casado e deixa dois filhos menores.

VALONGO MORTE ÓBITO ACIDENTE DESPISTE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)