Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Morre queimado no sofá de casa

Um homem de 66 anos morreu ontem carbonizado no sofá de sua casa, no nº 63 da rua Almeida e Sousa, em Campo de Ourique, Lisboa. A vítima, Nuno Roseta, tinha dificuldades de locomoção. Na casa estava também a mãe de Nuno, de 95 anos, que foi resgatada sem qualquer ferimento. As vítimas são familiares de Pedro Roseta, ex-ministro da Cultura e ex-marido de Helena Roseta, vereadora da Habitação da Câmara de Lisboa, que esteve no local.

5 de Março de 2012 às 01:00
Nuno Roseta (cima) morreu na sala repleta de livros onde costumava passar os seus dias. Era familiar da vereadora Helena Roseta, que esteve no local
Nuno Roseta (cima) morreu na sala repleta de livros onde costumava passar os seus dias. Era familiar da vereadora Helena Roseta, que esteve no local FOTO: Vítor Mota e Imagem SIC

Nuno Roseta estaria a fumar e terá adormecido. O fogo, apesar de confinado à divisão onde a vítima estava, foi violento e não permitiu o socorro. O alerta foi dado às 19h17 por vizinhos que sentiram o cheiro a queimado. A primeira equipa dos Sapadores chegou em três minutos e o incêndio foi extinto em cinco. No entanto, nada foi possível fazer para salvar Nuno Roseta, que ficou carbonizado.

O prédio de quatro andares foi evacuado, mas os moradores voltaram a casa ainda ontem, depois de os bombeiros terem ventilado o edifício.

Nuno era acompanhado pelo Núcleo de Intervenção Social do Regimento de Sapadores de Lisboa. Em Dezembro, uma reportagem da SIC alertava para o perigo que corria por fumar numa sala cheia de livros.

MORTE ÓBITO INCÊNDIO CHAMAS CAMPO DE OURIQUE LISBOA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)