Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Morre queimado a salvar ovelhas

Hélder Marques, de 76 anos, ficou cercado pelas chamas.
H.S., Joaquim Martins e P.G. 23 de Agosto de 2015 às 03:00
Hélder Marques não conseguiu fugir à violência das chamas
Hélder Marques não conseguiu fugir à violência das chamas FOTO: DR
Com a aldeia de Águas Belas, no concelho do Sabugal, este sábado rodeada pelo fogo, Hélder Lourenço Marques, de 76 anos, foi ajudar um amigo a tentar salvar um rebanho de ovelhas. Foram surpreendidos pelas chamas violentas, que durante a tarde ameaçaram várias povoações, e Hélder acabou por morrer queimado.

A vítima estava acompanhada por dois amigos. Os outros conseguiram escapar ao fogo, mas Hélder ficou para trás e caiu devido ao fumo intenso, tendo sido depois apanhado pelas chamas. "Tentámos correr para não ficarmos queimados. Ainda consegui fugir para um campo de milho e salvei-me. Não dei conta de que ele não vinha atrás de mim", diz, visivelmente abalado, Amílcar Pires, um vizinho.

Tudo aconteceu depois de almoço. Foi Amílcar Pires que deu o alerta. Emigrado em França, Hélder Lourenço Marques estava de férias em Pousafoles do Bispo, Sabugal. O fogo deflagrou durante a madrugada próximo de Rebelhos, também no concelho do Sabugal. Chegou a estar controlado, mas o vento forte dificultou o combate e as chamas progrediram rapidamente e rodearam diversas aldeias e quintas.

As situações mais dramáticas viveram-se nas povoações de Águas Belas e Quarta-Feira, onde as chamas ameaçaram casas, destruíram culturas e mataram animais. A meio da tarde, o fogo chegou a ter três frentes ativas e estava a ser combatido por 271 operacionais. Noutras zonas do País viveram-se dramas idênticos.
morte incêndio fogo Águas Belas Sabugal bombeiros
Ver comentários