Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Morreu asfixiado após agonia de várias horas

Os primeiros resultados dos exames ao cadáver de Francisco Barbosa, sogro do ex--internacional português Fernando Couto, barbaramente assaltado na madrugada de sábado, dão conta de que o ourives terá morrido por asfixia. Tudo indica que os assaltantes o amarraram e amordaçaram, deixando-o ainda com vida no local. Dada a avançada idade, 79 anos, Francisco Barbosa não conseguiu resistir. A vítima terá morrido em agonia, durante a manhã, e o seu corpo foi descoberto pelo filho à tarde.
17 de Fevereiro de 2009 às 00:30
António Paiva, amigo do ourives morto, diz que ficou de cabeça perdida quando soube do sucedido
António Paiva, amigo do ourives morto, diz que ficou de cabeça perdida quando soube do sucedido FOTO: Gisela Caridade

Uma vizinha, que todos os dias levava comida e roupa lavada, foi a última pessoa a ver Francisco com vida. Preparava-se para viajar no dia seguinte, para se encontrar com a irmã. Segundo amigos, queria abandonar o negócio do ouro.

Ao que o CM conseguiu apurar, a Polícia Judiciária desencadeou imediatas investigações, mas neste momento ainda não há muitos elementos concretos. Sabe-se apenas que será um assalto – já que a casa além de estar remexida foi estroncado um cofre e roubadas várias malas de ouro – e que terá ocorrido durante a noite ou madrugada.

Testemunhos, também recolhidos pelo CM, dão conta de que a vítima foi encontrada já sem vida no quarto. Estava deitado no chão, de bruços, junto à cama. Apresentava ainda algumas pisaduras no corpo.

"Era um bom homem. Perdi a cabeça quando descobri o que lhe tinha acontecido", disse António Paiva, amigo do ourives, ainda chocado com o sucedido. Francisco vivia com medo de ser assaltado. Por isso, nas deslocações profissionais, seguia sempre de táxi.

PORMENORES

FUNERAL

A cerimónia fúnebre de Francisco Barbosa realiza-se hoje. pelas 16h00 na Igreja de S. Cosme, em Gondomar. O corpo deverá sair ainda de manhã do IML.

AUTÓPSIA

A autópsia ao corpo do ourives de Gondomar foi realizada durante a tarde de ontem, tendo-se prolongado até à noite. O IML teve de aguardar a ordem judicial.

FITA ADESIVA

Os polícias encontraram o vendedor de ouro deitado no chão. Estava amarrado e amordaçado com fita adesiva. As portas não foram arrombadas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)