Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Morreu o padre dos Pastorinhos

Partiu sem assistir à canonização dos videntes Jacinta e Francisco Marto, mas o seu nome ficará para sempre ligado à história da mensagem de Fátima. O vice-postulador para a Causa da Canonização dos Pastorinhos, padre Luís Kondor, de 81 anos, morreu ontem, pelas 14h00, na sua casa, em Fátima.
29 de Outubro de 2009 às 00:30
O corpo do padre Luís Kondor, que dedicou grande parte da vida aos Pastorinhos, está em câmara ardente na capela do Seminário do Verbo Divino, na Cova da Iria. O funeral é amanhã
O corpo do padre Luís Kondor, que dedicou grande parte da vida aos Pastorinhos, está em câmara ardente na capela do Seminário do Verbo Divino, na Cova da Iria. O funeral é amanhã FOTO: Rui Miguel Pedrosa

"Estava consciente e faleceu sereno, no seu quartinho", contou ao CM a irmã Ângela Coelho, uma das pessoas que acompanharam os últimos momentos de vida do sacerdote. Acamado desde Julho, após dois anos a lutar contra uma doença oncológica, manteve sempre a lucidez e o espírito lutador que o caracterizavam. Não conseguiu vencer esta batalha, mas deixou um testemunho de determinação que fica perpetuado em algumas das fases mais importantes da história de Fátima, sobretudo no que se refere à divulgação das Aparições da Cova da Iria.

"Ele amava o Francisco e a Jacinta e entregou-se apaixonadamente à mensagem de Fátima. Era um exemplo de persistência e de sentido de entrega", adiantou Ângela Coelho, a futura vice-postuladora da Causa da Canonização.

Vocacionado para o sacerdócio "desde a infância", como o próprio confessou nas celebrações das suas bodas de ouro sacerdotais, abandonou a Hungria para escapar às invasões soviéticas.

Em Fátima, encontrou alimento para as suas convicções. Tornou--se confidente da Irmã Lúcia e um apaixonado pela mensagem da Virgem Maria, que prometera a conversão da Rússia. Foi um dos principais impulsionadores na beatificação de Jacinta e Francisco Marto, começou a trabalhar na canonização, mas acabou por morrer antes de ver concluído o processo.

O corpo está em câmara ardente na capela do Seminário do Verbo Divino, na Cova da Iria. O funeral realiza-se amanhã, a partir das 11h00, na Basílica do Santuário, ficando o corpo sepultado no cemitério de Fátima.

DISCURSO DIRECTO

"SEMPRE PRONTO PARA A ACÇÃO DA IGREJA": Mons. Luciano GuerraEx-reitor Santuário de Fátima

Correio da Manhã – Este é um momento triste para Fátima?

Luciano Guerra – Muito triste, porque o padre Kondor tem uma importância fundamental não só em Fátima mas na Igreja em Portugal. Durante décadas a Alemanha deu muito dinheiro a Portugal através da sua mediação

– Perdeu-se um mensageiro?

– Ele era um refugiado do comunismo. Escapou-se para a Áustria numa noite em que atacaram o seminário, formou-se na Alemanha e veio para cá. Desde então via-se que era um apaixonado pela mensagem de Fátima.

– Como era o padre Kondor?

– Uma pessoa muito humilde, de muita amizade e sempre pronto para a acção da Igreja. Era um verdadeiro missionário.

– Terá partido com mágoa por não assistir à canonização dos videntes?

– Penso que terá entendido as coisas à luz da providência divina. Deus é que sabe a longuidão do tempo. Visitei-o há três semanas e falámos na perspectiva do Além, uma vez que é a nossa esperança, proveniente da fé, e ele estava muito tranquilo. Via-se que ele estava a preparar-se para mais este passo. A morte é uma transição.

– Vai deixar-lhesaudades?

– Sim, fico com grande saudade, porque era muito amigo dele. Admirava-o muito pela disponibilidade que sempre manifestou para o trabalho da Igreja e de Fátima.

PERFIL

ESPÍRITO DE MISSÃO

Luís Kondor nasceu a 22 de Junho de 1928 em Csikvánd, na Hungria. Entrou para o internato dos padres Beneditinos, de Gyor, em 1940, e aos 18 anos aderiu à Congregação do Verbo Divino. Por ordem de um superior, fugiu primeiro para a Áustria, em 1949, e depois para a Alemanha. Chegou a Portugal em 1954, como vice-prefeito do seminário da sua congregação. Encontrou-se com a Irmã Lúcia em 1956, pela primeira vez, e no Natal de 1960 foi-lhe atribuído o cargo de vice-postulador dos Pastorinhos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)