Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Morte de jovem em Armamar alvo de inquérito

Família diz que a ajuda demorou uma hora devido a um erro na identificação da aldeia.
Patrícia Moura Pinto 10 de Maio de 2019 às 08:40
A carregar o vídeo ...
Família diz que a ajuda demorou uma hora devido a um erro na identificação da aldeia.
O atraso no socorro a Carolina Elias, de 17 anos, que morreu quarta-feira quando se preparava para tomar banho, em Gogim, Armamar, vai ser alvo de um inquérito por parte do INEM.

A família da vítima diz que o socorro "demorou cerca de uma hora a chegar" quando os bombeiros ficam a 4,4 quilómetros. Após o acidente - a jovem terá sofrido uma eletrocussão, resultante do contacto com a água de uma ficha tripla que estaria no chão - a mãe ligou para o 112.

Um erro na identificação da aldeia levou os bombeiros a deslocarem-se para Goujoim, a 9,7 quilómetros.

O INEM refere que "o Centro de Orientação de Doentes Urgentes recebeu uma chamada às 00h06", dando conta de uma jovem desmaiada e que "a chamada estava georreferenciada na rua do Barreiro, freguesia de Goujoim, Armamar, tendo a contactante respondido que era esta a morada".

A nota acrescenta que "às 00h09 foi recebida uma nova chamada de um novo contactante, (desta vez com a morada correta)" e que o INEM "acionou às 00h10" os bombeiros e "às 00h12 a ambulância de Suporte Imediato de Vida" que chegou às 00h38.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)