Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

MORTES NA ESTRADA DIMINUEM

A sinistralidade nas estradas portuguesas tem registado uma redução nos últimos anos, situação que surpreende as entidades ligadas a esta problemática, revelou em Bragança, o responsável pela Prevenção Rodoviária Nacional, Miguel Trigoso.
30 de Outubro de 2004 às 10:38
"Estamos a descer continuamente e a um ritmo que me está a espantar. Este ano temos menos 16 por cento de mortes e menos 15 por cento de feridos graves", disse num colóquio promovido pela associação de utilizadores das rodovias de Trás-os-Montes e Alto Douro (AURTAD).
"A redução global dos últimos três anos ultrapassa as minhas expectativas, passámos de 1800 mortos para cerca de 1100", acrescentou a mesma fonte.
A manter-se o ritmo, o secretário-geral da Prevenção Rodoviária Nacional (PRN) acredita que Portugal atingirá a meta traçada, em 1998, pela União Europeia de uma redução de 50 por cento na sinistralidade rodoviária até 2010.
Ver comentários