Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Mosteiro dos Jerónimos encheu-se para celebrar a vida

Centenas de pessoas encheram esta noite o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, numa vigília em defesa da vida. O encontro assinalou o início do advento, preparação para a festa do nascimento de Jesus Cristo.

28 de Novembro de 2010 às 00:02
D. José Policarpo exaltou o respeito pela vida
D. José Policarpo exaltou o respeito pela vida FOTO: Manuel Salvado

D. José Policarpo, cardeal patriarca de Lisboa, presidiu à cerimónia e alertou os fiéis para aquele que considera o “problema mais grave da sociedade: o desrespeito pela vida”.

 

Aos fiéis, o cardeal apontou o dedo à contradição existente na humanidade: “Por um lado, promove a vida pelos sistemas de educação, saúde e defesa das crianças. Por outro, o desrespeito da vida da mãe, não dando o mesmo valor à vida renascida”.

 

Na sua intervenção, D. José Policarpo evocou momentos significativos de que “Deus é fonte da vida”. “O mistério da luz. Deus disse: ‘Faça-se a luz e a luz aconteceu’. A luz é a origem de todas as coisas, através dela tudo se criou”, afirmou, dando Adão e Eva como um exemplo de desrespeito pela vida: “Deus criou um jardim com a árvore da vida. Os nossos primeiros pais corromperam o sentido original da árvore da vida e desde então a vida no mundo é beleza e drama”.

 

Mesmo assim, sublinha o cardeal, Deus não desistiu e deu à humanidade outra oportunidade de recondução, com o nascimento de Jesus Cristo em Maria.

 

D. José Policarpo disse, actualmente, “a humanidade tanto defende como agride o dom da vida”.

 

A ‘Vigília Pela Vida Nascente’ foi convocada pelo Papa Bento XVI para assinalar o início do advento, que prepara o nascimento de Jesus Cristo.

D. José Policarpo vigília Mosteiro dos Jerónimos vida
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)