Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Motociclista morre a caminho do trabalho

Homem despistou-se numa curva apertada e ficou preso debaixo da sua scooter.
Patrícia Lima Leitão e Mónica Ferreira 16 de Abril de 2017 às 09:20
A carregar o vídeo ...
Motociclista morre a caminho do trabalho
António Barreira Magalhães, de 56 anos, estava a um quilómetro de casa quando a scooter em que seguia a caminho do trabalho se despistou, ontem de manhã, na rua da Pena, em Lufrei, Amarante. Morreu no local.

O acidente ocorreu numa curva apertada cerca das 08h00, altura em que o homem se estava a dirigir para as piscinas municipais da Câmara de Amarante, onde trabalhava como picheleiro. Foram os moradores da rua que alertaram as autoridades e os familiares da vítima, que se dirigiram ao local, ficando consternados. "Quando me apercebi, estava ele preso debaixo da moto. Chamámos logo o INEM e avisámos a mulher, que veio a correr para aqui", contou uma moradora da rua, acrescentando que a vítima costumava passar todos os dias naquele local à mesma hora.

À chegada dos bombeiros, António Barreira Magalhães estava em paragem cardiorrespiratória e, apesar das manobras de reanimação, não resistiu aos ferimentos. O óbito foi declarado pelo médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Vale do Sousa e a autópsia realiza-se amanhã.

António Magalhães, primo da vítima, lembra-o com carinho. "Tenho boas memórias, principalmente dos tempos de escola e de catequese", disse o secretário da Junta de Freguesia de Lufrei. António Barreira Magalhães deixa mulher e três filhos adultos. A curva onde se deu o sinistro é descrita por moradores como propícia a acidentes.
INEM António Barreira Magalhães Lufrei Amarante rua da Pena Câmara de Amarante picheleiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)