Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Motorista mata dois em despiste

Condutor de carrinha responde pela morte de utente e de funcionária de associação do Porto.
21 de Abril de 2013 às 01:00


O motorista da carrinha da Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) que se despistou há dois anos, na A1 em Estarreja, tendo morrido um utente e uma funcionária, vai ter de responder por dois homicídios por negligência.

O indivíduo, de 43 anos e auxiliar na APPC, foi agora acusado pelo Ministério Público. Segundo a acusação, o arguido não moderou a velocidade quando passava naquela zona da auto-estrada, que estava em obras de alargamento da via e devidamente sinalizada. Do acidente resultaram ainda cinco feridos: três utentes, um auxiliar e um técnico da APPC. Uma utente sofreu ferimentos graves, estando o motorista também acusado de ofensa à integridade física por negligência.

O grupo regressava de uma semana na Ericeira, quando a carrinha se despistou junto ao nó de Estarreja, a 21 de maio de 2011. Alberto Miguel Fortunato, de 34 anos e residente na Maia, e Margarida Silva, funcionária de 40 anos natural do Porto, foram projetados para a estrada devido ao violento impacto da carrinha, que galgou o rail da A1. Ambos tiveram morte imediata. Na altura, as autoridades disseram ao Correio da Manhã que acreditavam que não havia relação entre as obras e o acidente.

estarreja a1 acidente motorista morte despiste
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)