Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Motorista viola a filha nas viagens de camião

Menina abusada desde os 12 anos. Agora, aos 18, fugiu de casa. Amigos chamaram a PJ.
Patrícia Lima Leitão e Manuel Jorge Bento 29 de Novembro de 2019 às 08:32
Polícia Judiciária de Aveiro
Polícia Judiciária de Aveiro
Polícia Judiciária de Aveiro
Polícia Judiciária de Aveiro
Polícia Judiciária de Aveiro
Polícia Judiciária de Aveiro
Durante seis anos, um motorista de pesados de mercadorias violou e abusou sexualmente da sua única filha, agora com 18 anos, nas viagens em Portugal e no estrangeiro. O homem, que cometeu as dezenas de crimes com recurso a ameaças físicas e psicológicas, foi agora detido pelos inspetores da Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro.

Alguns familiares já tinham conhecimento dos abusos sexuais, mas o comportamento violento do suspeito, de 37 anos, foi "sempre impeditivo da revelação dos factos", quer por aqueles, quer pela própria menina. "Viviam aterrorizados com medo de represálias caso o denunciassem", refere a PJ. 


Os ataques ocorriam nos percursos profissionais que o camionista tinha de fazer, mas também na habitação onde ambos residiam, numa freguesia do concelho de Aveiro. A adolescente vivia com extrema revolta e tentava evitar os crimes, mas era violentamente ameaçada.

Recentemente, ganhou coragem e fugiu de casa. Refugiou-se junto de amigos que, ao saberem do sucedido, contactaram as autoridades policiais. A jovem, que estuda mas tem mau aproveitamento escolar, foi ouvida pelos inspetores.

Ainda durante o dia de quinta-feira, foram também recolhidos depoimentos de testemunhas relacionadas com o processo. Apenas esta sexta-feira se deverá realizar o primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação ao camionista, que está indiciado de abuso sexual de crianças e de violação.
PJ Aveiro Polícia Judiciária Portugal crime lei e justiça questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)