Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Mulher acusada por abuso do filho com incapacidade

Vítimas das violações tem 23 anos.
31 de Outubro de 2016 às 19:00
Ministério Público, Lisboa, Departamento de Investigação e Ação Penal, DIAP, Polícia Judiciária, crime, lei e justiça, abuso sexual, filho, incapacidade
Ministério Público, Lisboa, Departamento de Investigação e Ação Penal, DIAP, Polícia Judiciária, crime, lei e justiça, abuso sexual, filho, incapacidade FOTO: Ricardo Cabral
O Ministério Público (MP) acusou uma arguida pela prática de crimes de abuso sexual agravado, a pessoa incapaz de resistência, sendo que a vítima é seu filho, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Segundo a PGDL, ficou indiciado que a arguida, entre data não apurada de 2013 e 03 de Abril de 2016, manteve diferentes atos de índole sexual, com o filho, de 23 anos, com ela residente, que padece de um síndrome neurocutâneo raro, associado a anomalias músculo-esqueléticas, oftalmológicas, orais e outras malformações.

A arguida esteve em prisão preventiva, de 18 de abril a 15 de julho, aguardando agora o desenrolar do processo, sujeita à obrigação de permanência na habitação com vigilância eletrónica.

O inquérito foi dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, sendo a investigação executada pela Polícia Judiciária.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)