Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Mulher cai na linha e morre trucidada

Uma mulher de 50 anos morreu ontem de manhã atropelada pelo Alfa Pendular junto à Estação de Comboios de Ovar. Maria Cassilda de Pinho Castroter-se-á desequilibrado quando subia para a plataforma da estação, e foi colhida pelo comboio que circulava no sentido Sul -Norte.
10 de Setembro de 2011 às 00:30
Maria Castro morreu na linha de comboio, quando ia trabalhar
Maria Castro morreu na linha de comboio, quando ia trabalhar FOTO: Manuel Vitoriano

"Não pode ser a minha mãezinha, não acredito", gritava, sufocada, a filha, minutos depois do fatídico acidente, enquanto o marido da vítima mantinha um choro silencioso, sendo amparado para não desfalecer. Em choque, nenhum dos dois quis falar com ninguém.

Maria Cassilda saiu de casa, a escassos metros da passagem de nível desactivada, cerca das 08h20, para apanhar o comboio, para ter mais um dia de trabalho em Aveiro.

Como habitualmente, caminhou ao longo da linha, apesar de ser proibido, até à plataforma de onde foi retirado um degrau para evitar a passagem de peões.

Terá sido aí que se desequilibrou ao tentar subir para a plataforma, e foi colhida pelo comboio a cerca de 160 km/h, que a deixou irreconhecível. Pouco depois, os familiares souberam da notícia, numa altura em que ainda não havia a confirmação da identidade da mulher.

Perante o corpo trucidado, marido e filha recusavam aceitar a realidade. Só quando lhes foram entregues os óculos, a carteira e a aliança da mulher é que acreditaram. Ficaram em estado de choque.

A circulação ferroviária esteve condicionada até cerca das 10h30 de ontem.

OVAR COMBOIO LINHA ESTAÇÃO ALFA PENDULAR
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)