Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Mulher dada como desaparecida estava presa em ilhéu de barragem

Maria Celeste afastou-se a nado da margem e não conseguiu voltar ao ponto de partida, em Montalegre.
8 de Setembro de 2018 às 01:30
Ilhéu de barragem
Bombeiros
Ilhéu de barragem
Bombeiros
Ilhéu de barragem
Bombeiros
Maria Celeste, de 44 anos, que estava desaparecida desde a última quinta-feira em Rossas, Vieira do Minho, foi encontrada, esta sexta-feira, sozinha num ilhéu da barragem do Alto Rabagão, em Pisões, Montalegre. A mulher apresentava ferimentos ligeiros e foi transportada pelos bombeiros para o hospital.

Ao que tudo indica, a vítima, que tinha ido nadar no rio Cávado, afastou-se demasiado da margem e acabou por parar num ilhéu. Sem conseguir voltar para trás, ficou durante toda a noite no local à espera de socorro. Só de manha, depois de terem localizado o carro da mulher a cerca de quarenta quilómetros de Vieira do Minho, é que as autoridades decidiram alargar a área de busca e foi possível detetar Maria Celeste.

A mulher teve que ser retirada do local por uma lancha. Depois, em terra, foi socorrida pelos bombeiros e hospitalizada.

Os familiares da vítima estavam desesperados por notícias. Foi o filho que deu o alerta às autoridades, depois de a mãe não ter aparecido em casa e de não atender o telemóvel.



Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)