Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Preventiva para mulher suspeita de roubo no Hospital Egas Moniz em Lisboa

Cidadã estrangeira foi presa em Barcelona e é suspeita de pertencer a rede criminosa que atua em vários países da Europa.
Lusa 14 de Outubro de 2019 às 20:22
Hospital Egas Moniz
Hospital Egas Moniz FOTO: Mariline Alves
Uma cidadã estrangeira, suspeita do furto de equipamentos de exames do Hospital Egas Moniz, em Lisboa, foi presa preventivamente, depois de ter sido detida em Barcelona na sequência de mandados europeus e internacionais emitidos por Portugal, foi esta segunda-feira anunciado.

A arguida é suspeita, em coautoria com outros cinco suspeitos já identificados, de ter furtado a 13 de janeiro do hospital nove equipamentos topo de gama de endoscopia e colonoscopia, avaliados em 200 mil euros.

Segundo a página da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), o furto indicia uma "prática criminosa organizada", que atuou "em diversos países da Europa" e cujo montante dos roubos ascende a mais de 60 milhões de euros. Os equipamentos furtados teriam como destino vários países da América Latina.

Depois de detida em Barcelona (Espanha) e entregue às autoridades portuguesas, a suspeita foi presente na quinta-feira a um juiz de instrução criminal, que lhe aplicou a prisão preventiva, a medida de coação mais grave, por indício da prática de furto qualificado e associação criminosa.

A investigação prossegue sob a direção do Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, em cooperação com a Polícia Judiciária do Porto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)