Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Mulher fingiu doença oncológica para obter dinheiro

Daniela Costa, de 34 anos, vai responder pelo crime de burla.
Ana Palma 22 de Maio de 2019 às 01:30
Daniela rapou o cabelo e participou em vários eventos de angariação de fundos
Daniela Costa chegou a andar com uma mochila de oxigénio a simular que estava doente
Daniela Costa, Ministério Público, GNR
Daniela rapou o cabelo e participou em vários eventos de angariação de fundos
Daniela Costa chegou a andar com uma mochila de oxigénio a simular que estava doente
Daniela Costa, Ministério Público, GNR
Daniela rapou o cabelo e participou em vários eventos de angariação de fundos
Daniela Costa chegou a andar com uma mochila de oxigénio a simular que estava doente
Daniela Costa, Ministério Público, GNR
Daniela Costa, de 34 anos, de Albufeira, vai ser julgada pela prática de um crime de burla qualificada, por, "durante mais de dois anos", ter vivido "dos fundos que obteve com a falsa alegação de que tinha uma doença oncológica em fase terminal", revelou esta terça-feira o Ministério Público.

De acordo com a acusação, a arguida "terá começado por dizer isso aos seus conhecidos e familiares, incluindo os seus filhos e companheiro, e foi conseguindo que várias pessoas, por solidariedade, lhe entregassem elevadas quantias para a ajudarem, designadamente nos supostos tratamentos".

De forma a convencê-las, "terá chegado a rapar o cabelo, a tirar fotografias em instituições de saúde especializadas no tratamento da doença, a simular feridas", sustenta a acusação, adiantando que " foram feitas campanhas em redes sociais e organizadas festas cujos lucros reverteram para a arguida".

PORMENORES 
20 mil euros em apoios
Através das campanhas nas redes sociais e das diversas festas promovidas para a apoiar, a arguida conseguiu receber "pelo menos duas dezenas de milhares de euros", sustenta o Ministério Público.

Indignação
A atuação de Daniela Costa causou uma grande indignação em Albufeira, sobretudo entre as pessoas que mais a tinham apoiado, noticiou o CM. O inquérito foi dirigido pela Secção de Albufeira do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro, coadjuvado pela GNR.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)