Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Mulher morre com uma infeção na sequência de uma cirurgia no Centro Hospitalar de Setúbal

Filha acusa a unidade hospitalar de negligência médica.
Francisca Genésio 2 de Julho de 2019 às 07:26
A carregar o vídeo ...
Mulher morre com uma infeção na sequência de uma cirurgia no Centro Hospitalar de Setúbal
No Investigação CM desta terça-feira contamos-lhe o caso de uma mulher de 83 anos que morreu no Centro Hospitalar de Setúbal na sequência de uma complicação que resultou de uma cirurgia feita há seis anos.

A filha, Conceição Morgado, acusa a unidade hospitalar de negligência médica. Diz que alertou o médico para a complicação, mas que este nunca fez qualquer exame e desvalorizou a situação.

A mãe de Conceição morreu a 8 de junho no Hospital Ortopédico de Santiago do Outão, em Setúbal. Em 2013, foi submetida a uma cirurgia para colocação de uma prótese no fémur. Uma operação relativamente simples, mas que não correu como esperado e, por isso, foi submetida a uma segunda intervenção da qual resultou um abcesso na costura.

Na consulta pós-operatório, a filha alertou o médico para a complicação, mas o clínico desvalorizou.

Conceição confiou e acreditou que a tal bolha fosse desaparecer, o que não aconteceu. Passados cinco anos, em dezembro de 2018, o lar, onde a mulher de 83 anos estava, informou a filha de que a mãe tinha a perna vermelha e dura e estaria com febre.

A mulher, de 83 anos, foi então levada para o Centro Hospitalar de Setúbal onde viria a morrer.

O Investigação CM questionou o Centro Hospitalar de Setúbal sobre qual o acompanhamento dado à complicação pós-cirúrgica, admitida, pela própria unidade hospitalar, num documento oficial.

A resposta foi que a utente faleceu em sequência do quadro clínico e que apesar dos tratamentos efetuados, não foi possível evitar o seu falecimento.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)