Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Mulher volta ao crime após ser detida nove vezes em Lisboa

Mulher de 44 anos é suspeita de 30 furtos a alojamentos locais.
Miguel Curado 11 de Setembro de 2019 às 08:31
Algemas
Detido
Detenção
Algemas
Detido
Detenção
Algemas
Detido
Detenção
Toxicodependente, a mulher de 44 anos começou a ser vigiada por investigadores da 1ª Divisão da PSP de Lisboa em agosto de 2018.

Tinha sido presa nove vezes, no espaço de poucas semanas, por assaltos a alojamentos locais na Baixa de Lisboa. A PSP arranjou prova para a responsabilizar em 20 desses crimes.

Em outubro de 2018 foi detida para ser presente a juiz, que a colocou em prisão preventiva.

O relatório da investigação da PSP descrevia o esquema e a atividade da suspeita: vinha da Margem Sul do Tejo, onde residia, para assaltar na Baixa.

Em março deste ano, no entanto, o tribunal retirou a mulher da cadeia e colocou-a em casa, em prisão domiciliária. Só que, explica ao CM o subcomissário Nelson Silva, coordenador da investigação, a mãe da suspeita nunca concordou em ceder a habitação para que a filha cumprisse a medida de coação.

O processo ficou num impasse e a toxicodependente de 44 anos aproveitou para continuar a assaltar. "Ela entrava na sua maioria em alojamentos locais, mas também em hotéis e restaurantes, por escalamento. Furtava equipamentos informáticos e eletrónicos, como telemóveis, IPad, e outros bens. Parte do dinheiro era para sustentar o vício", acrescentou Nelson Silva.

A PSP continuou a vigiá-la, e voltou a deter a mulher na quinta-feira. O somatório já a implica em cerca de 30 assaltos na Baixa de Lisboa. Parte dos bens furtados foram recuperados.

Presente a juiz, a detida ficou, de novo, em prisão preventiva.
Lisboa 1ª Divisão da PSP de Lisboa Baixa Nelson Silva crime lei e justiça crime polícia assalto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)