Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Multada por GNR falsos

Uma condutora ficou sem 400 euros após ser interceptada por falsos GNR, que a multaram por falta de um papel do seguro. A mulher só soube que tinha sido burlada quando foi pagar o resto da ‘multa’, no dia seguinte.
4 de Novembro de 2011 às 01:00
Falsos GNR estavam fardados como verdadeiros guardas
Falsos GNR estavam fardados como verdadeiros guardas FOTO: Carlos Barroso

O caso ocorreu por volta das 14h00 do dia 1 de Novembro. A mulher, de 31 anos, que viajava no sentido Vila Real de Santo António-Faro, estava a sair da Via do Infante, no nó de Castro Marim, quando foi mandada parar por um carro civil, mas com um ‘pirilampo’ em cima. Na descrição que depois fez às autoridades, a mulher contou que dois homens, fardados à GNR, com bóinas azuis e verdes, saíram do carro, cumprimentaram-na e pediram os documentos da viatura que conduzia.

Ela apresentou todos os papéis e, após uma rápida inspecção ao veículo, os dois homens mandaram-na seguir com eles até ao posto da Guarda em Vila Real de Santo António. Aí, estacionaram nas traseiras e voltaram a inspeccionar o carro da mulher. No final, disseram-lhe que faltava um papel do seguro e que a multa era de 500 euros.

A condutora deu-lhes 400 euros, explicando não ter mais dinheiro com ela. Os falsos GNR aceitaram, mas ficaram-lhe com a carta de condução e mandaram-na voltar ao posto, no dia seguinte, para pagar o que faltava.

Foi precisamente quando foi entregar os 100 euros em falta, ao posto da GNR, que a mulher ficou a saber que tinha sido vítima de falsos guardas.

O comando da GNR na região confirma a situação e alerta os automobilistas para tomarem as devidas cautelas quando são abordados por agentes da autoridade.

GNR VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO MULTA SEGURO CONDUTORA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)