Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Na cadeia por fogo posto

A Directoria de Faro da Polícia Judiciária (PJ) deteve, anteontem à noite, um homem de 25 anos suspeito de ter ateado fogo a uma residência, na véspera, em Loulé. Terá agido por motivos passionais.
28 de Julho de 2006 às 00:00
Vizinhos apagaram as chamas
Vizinhos apagaram as chamas FOTO: Rui Pando Gomes
O suspeito, identificado por Paulo G., sem profissão, é acusado de ter provocado o incêndio no número 20 da Rua da Mouraria, na zona antiga da cidade, colocando em perigo a vida de um jovem deficiente que estava a dormir sozinho na casa. As chamas destruíram completamente o recheio de um anexo da moradia térrea e ameaçaram outras habitações.
Só a rápida intervenção dos vizinhos, que foram alertados pelo fumo e fogo, permitiu salvar o ocupante da casa, Paulo Martins, ajudando-o a fugir de casa. O detido terá agido por motivos passionais, fruto de uma relação mal sucedida com uma das filhas da inquilina da habitação.
Lucrécia Soares, uma cantoneira de 54 anos, mãe da mulher diz que há já um ano que o homem ameaçava a filha.
Ver comentários