Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Nadadores salvadores propõem mais vigilância

A Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores (FEPONS) vai propor ao Governo a vigilância da costa durante todo a ano, bem como a inclusão de formação aquática nas escolas e a limitação mínima para o período balnear, anunciou esta terça-feira o presidente da instituição.
17 de Março de 2009 às 11:27
Nadadores salvadores propõem mais vigilância
Nadadores salvadores propõem mais vigilância FOTO: d.r.

Alexandre Tadeia, presidente da FEPONS, disse estar a preparar algumas propostas que incluem novas estratégias de prevenção para o “período extra época balnear” para “acabar com o flagelo” dos acidentes no mar.

 

A FEPONS defende uma maior vigilância na costa portuguesa, mas também dos rios e piscinas, durante todo o ano, de “forma assídua e permanente”, embora com menos meios do que no Verão. “Na costa há mais acidentes no Inverno do que no Verão e há mais acidentes no interior do que na costa”, realçou Alexandre Tadeia.

 

O presidente da FEPONS defende também a revisão da legislação que permite às autarquias decidir as datas de época balnear, para que estipule a existência de um período mínimo, entre 1 de Junho e 1 de Outubro, possibilitando sempre o seu alargamento, mas nunca o encurtamento. Para Alexandre Tadeia, o facto de o País ter 800 quilómetros de costa justifica a adopção das novas medidas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)