"Não atirem tudo para cima dos militares", diz ex-CEME Carlos Jerónimo sobre caso de Tancos

Ex-chefe do Estado-Maior do Exército frisa que quem aloca recursos é o poder político.
Por Lusa|13.02.19
O ex-chefe do Estado-Maior do Exército (CEME) Carlos Jerónimo defendeu esta quarta-feira que a culpa "por Tancos" não deve ser assacada na totalidade aos militares, frisando que quem aloca recursos é o poder político.

"Tancos é grave, é responsabilidade dos militares, mas não atirem tudo para cima dos militares, quem dá os recursos tem de assumir essas culpas também", afirmou o general, que ocupou a chefia do Exército entre 2014 e 2016.

Carlos Jerónimo, que falava na comissão parlamentar de inquérito ao furto de material de guerra de Tancos, recusou que durante o seu mandato como CEME não tenha atribuído prioridade àquela instalação, que apresentava lacunas a nível de segurança e das condições físicas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!