Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

"Não conseguimos salvar o Ricardo"

Em choque e apertando junto ao peito os chinelos e a t-shirt de Ricardo Gonçalves, o filho desaparecido, Anabela Santana era ontem à tarde a imagem do desespero na margem da barragem do Arade, Silves, onde mergulhadores procuravam o jovem de 18 anos. "Não quero acreditar que o meu menino esteja ali", dizia, desesperada, ao CM.

14 de Maio de 2012 às 01:00
n Uma equipa de mergulhadores dos Bombeiros  de Lagoa procurou o corpo de Ricardo. Pais, no local, estavam desesperados
n Uma equipa de mergulhadores dos Bombeiros de Lagoa procurou o corpo de Ricardo. Pais, no local, estavam desesperados FOTO: Miguel Veterano Júnior

O jovem Ricardo desapareceu pelas 15h30 quando tomava banho com dois amigos. Estes viram-no afundar-se à sua frente: "Tínhamos ido para a água com um cubo flutuante que apanhei na margem a servir-nos de bóia. Estávamos a meio da barragem quando aquilo começou a meter água e a ir ao fundo", revelou ao CM Daniel Santos, 20 anos, que, com Ricardo Duarte, de 21, acompanhava o jovem desaparecido. Dos três amigos, todos da Pedreira, Silves, Ricardo era quem tinha mais dificuldade em nadar. "Apercebi-me do perigo e fui buscar outro cubo. Quando voltei, eles estavam em dificuldade. Agarrei o Duarte e nadámos, mas ele afundou-se, a 10 metros de nós. Não conseguimos salvar o Ricardo", contou.

MERGULHADORES RETOMAM HOJE AS BUSCAS

O alerta para o desaparecimento de Ricardo Gonçalves foi dado pelas 16h00. GNR, INEM e bombeiros deslocaram-se de imediato para o local, tendo uma equipa de mergulhadores dos Bombeiros Voluntários de Lagoa procedido a buscas na barragem até às 20h00 de ontem, sem que tivesse sido encontrado qualquer vestígio do jovem desaparecido. O facto de a água estar muito turva dificultou as operações. No local do desaparecimento, a profundidade é de cerca de 10 metros. As buscas são retomadas às 08h00 de hoje.

SILVES DESAPARECIDO BARRAGEM ARADE
Ver comentários